Parceiros do blog - Clique e ajude a manter o blog no ar

terça-feira, 25 de abril de 2017

Brique da Praça: Inclusão e artesanato ao ar livre

A feira será realizada no primeiro domingo de cada mês a partir de julho

Uma tarde amena de sol e inclusão. Assim foi a primeira feira do Brique da Praça, promovido pela APAE de Palmeira das Missões, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo neste domingo, dia 23, na Praça Nassib Nassif. A iniciativa reuniu 35 artesãos além dos brechós da Liga Feminina de Combate ao Câncer e da Associação dos Protetores Independentes dos Animais (APIM).

A feira foi planejada pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), mantenedora da Escola de Educação Especial Recanto Feliz, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos alunos e usuários. Desta forma, o Brique da Praça deseja elevar a autoestima dos alunos, garantindo seus direitos e deveres e promovendo um espaço de socialização e de desenvolvimento dos sentimentos de pertencimento.

Além dos artesãos da cidade, os alunos da APAE também expuseram suas produções, sendo que o valor arrecadado com a venda dos artesanatos será utilizado em atividades de lazer para os alunos. O Brique também recebeu apresentações artísticas com o coral de alunos da APAE que apresentou algumas canções e a dupla String Brothers, com os artistas locais João Arthur e Pedro Amaral.

Conforme salientou a assistente social da APAE Márcia Andreia Vargas, a primeira edição do Brique foi um sucesso, com a presença intensa de público do início ao fim. “Todos os artesãos ficaram muito contentes, pois além de vendas concretizadas foram feitas muitas encomendas”, observou ela. Além disso, a partir da proposta a comunidade pode conhecer o trabalho dos diversos artesãos da cidade, bem como participar de um momento de sociabilidade e inclusão com a família APAE.

A ideia é realizar o Brique da Praça no primeiro domingo de cada mês a partir de julho, sendo que, segundo Márcia, estão vendo a possibilidade de realizar uma edição do Brique no Parque de Exposições durante o Carijo. Nas próximas edições também está previsto o cofrinho do ‘troco solidário’ para cada estande de expositores, cujo valor será revertido para a instituição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário