Parceiros do blog - Clique e ajude a manter o blog no ar

sexta-feira, 31 de março de 2017

Nota de pesar João Ari de Lima Ferreira

+ Mais Informações ››››››

quinta-feira, 30 de março de 2017

“Combate às drogas e ao alcoolismo” é abordado em palestra do CESURG a colaboradores da Aurora Alimentos



O CESURG, além de proporcionar ensino superior de qualidade, é uma instituição que visa contribuir com os municípios, empresas e organizações, proporcionando um desenvolvimento socioeconômico mais sustentável no Rio Grande do Sul. Estar próximo das comunidades e ser um agente ativo na busca desse desenvolvimento é um dos diferenciais da instituição.
Entre as ações desenvolvidas, o Centro de Ensino Superior Riograndense promoveu uma atividade na Aurora Alimentos, em Sarandi. O tema “Combate às drogas e ao alcoolismo” norteou a palestra “Depende de você”, ministrada pela psicóloga Luana Bonavigo, professora do CESURG, aos colaboradores da empresa, na quinta-feira (23). Através de uma abordagem dinâmica, a professora mobilizou os profissionais em momentos de reflexão e conscientização.
A palestra foi acompanhada por mais de 150 colaboradores da empresa, aos quais a educadora destacou os maléficos efeitos do álcool e demais drogas, e também os principais problemas decorrentes que interferem no ambiente de trabalho, qualidade de vida e desenvolvimento pessoal dos usuários. “É necessário conversar com a comunidade sobre algo tão importante, tendo em vista que o alcoolismo, por exemplo, é uma das doenças que mais deixa vítimas no mundo. O CESURG visa dialogar com as pessoas não apenas dentro de sala de aula, mas também fora, nas próprias comunidades e empresas, despertando em cada um a vontade de batalhar por uma vida mais saudável e sustentável”, detalha Luana. “Um dos valores do CESURG é o comprometimento. Somos uma instituição comprometida com o desenvolvimento do Rio Grande do Sul, agindo diretamente nos municípios, comunidades e empresas visando uma vida mais saudável e sustentável, um desenvolvimento socioeconômico e cultural que beneficia todas as pessoas”, acrescenta o diretor-presidente do CESURG, Rafael Rossetto.

AssescomCESURG
+ Mais Informações ››››››

terça-feira, 28 de março de 2017

Acesso pavimentado acelera diversificação da economia em Cerro Grande

Obras executadas pelo Daer ligam município à BR-386, no Norte do RS



Há 70 anos em atividade, a empresa de comércio e transporte de cereais da família De Carli, em Cerro Grande, vive um momento de expansão. Além de aumentar a frota de caminhões, o empreendimento adquiriu uma nova unidade para o recebimento das mais de 200 mil sacas de milho, soja e trigo fornecidas todo ano pelos produtores locais. Segundo o sócio Álvaro De Carli, 45 anos, um dos principais incentivos ao investimento é a pavimentação da rodovia ERS-325, que dá acesso ao município.
"É um sonho que conquistamos, sem comparação à estrada de chão batido que tínhamos antes", compara o empresário. "Deixávamos o caminhão parado em dias de chuva, pois não havia condições de transitar. Enquanto isso, os produtores colhiam a safra e não tínhamos como escoá-la. Com o asfalto, conseguimos trabalhar diariamente e até compramos seis veículos a mais."
A empresa - que transporta os produtos para outras cidades do Norte do estado, a Serra e o porto de Rio Grande - aumentou a capacidade de recebimento de cereais em 30 por cento desde que as obras de pavimentação da rodovia iniciaram. "Estamos conseguindo liberar mais facilmente os estoques de nossos armazéns e investindo mais no município", completa De Carli.
A pavimentação dos 17,3 quilômetros que ligam Cerro Grande à BR-386 faz parte do programa Acessos Municipais, executado pelo governo do Estado através da Secretaria dos Transportes e do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer). O investimento na ERS-325 é de R$ 12,2 milhões, financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Da extensão total da obra, 6,5 quilômetros estão concluídos, com a implantação da capa asfáltica.
"Era uma obra que chegou a enfrentar problemas de paralisação, mas conseguimos mobilizar esforços junto à empresa contratada para que os serviços tenham continuidade até sua conclusão", afirma do diretor-geral do Daer, Rogério Uberti. "O departamento tem honrado com todos os compromissos referentes a essa obra, desde o pagamento até o fornecimento de material. Hoje, estamos com três frentes de trabalho em plena atividade no trecho."
De acordo com o secretário dos Transportes, Pedro Westphalen, a pavimentação da ERS-325 já tem gerado reflexos positivos na economia de Cerro Grande. "Antes mesmo da finalização dessa obra, tomamos conhecimento de inúmeras famílias que estão diversificando sua propriedade rural e investindo em outras atividades, como leite e suinocultura", comenta. "É por isso que, junto com o governador José Ivo Sartori, chegamos ao entendimento de que esse acesso deve estar entre nossos projetos de infraestrutura para o estado."
O prefeito de Cerro Grande, Eleedes Zardinello Pinheiro, confirma a importância da obra para a economia da pequena cidade de 2,5 mil habitantes. Segundo ele, a pavimentação do acesso tem impulsionado diversos setores, como a saúde, o comércio e a agricultura. "O asfalto atraiu mais distribuidores, que passaram a abastecer nossos mercados e lojas", explica. "Só com a suinocultura, nosso ICMS teve um incremento de R$ 180 mil nos últimos 12 meses. O transporte de ração e de animais ficou mais fácil e já projetamos duplicar o número de unidades de criação de suínos em nosso município."

Assessoria de Imprensa
Assessoria de Comunicação Social/Daer
(51) 3210-5005 / (51) 3210-5050 / (51) 8503-6901
www.daer.rs.gov.br
Facebook: www.facebook.com.br/daerrs
Twitter: @Daer_RS
+ Mais Informações ››››››

São Pedro das Missões - Câmara da cidade com cerca de 2 mil habitantes lidera gastos com diárias

São Pedro das Missões tem 15 quilômetros de estradas de chão na entrada da cidade (Foto: Reprodução/RBS TV)
No ano passado, os legislativos municipais do Rio Grande do Sul custaram quase R$ 900 milhões aos cofres públicos. Somente despesas com diárias em viagens chegaram a R$ 14 milhões. Em percentual de gastos, a pequena cidade de São Pedro das Missões lidera a lista. Mais de 14% do orçamento da Câmara foram para viagens, valor que ultrapassou R$ 84 mil.
São Pedro das Missões fica na Região Norte do estado, e tem pouco menos de 2 mil habitantes, conforme dados do IBGE referente a 2016. As dificuldades enfrentadas por moradores são percebidas logo na entrada do município. São cerca de 15 quilômetros de estradas de chão. Situações que não acompanham os gastos dos vereadores.
Os dados são do Ministério Público de Contas. Os gastos dos vereadores ocorreram, em maioria, para cursos em Porto Alegre. Até políticos que não foram reeleitos em outubro fizeram curso depois da eleição. São os casos de Maria Elizabere da Silva Piuco, do PP, Sérgio Elias Silva da Silva, do PDT, Fabrício de Quadros Barbosa, do PDT, Celmiro Wegner Follmann, do PP, e Marilene Tonello Vezaro, do PT, que era presidente da Câmara.
A população critica o gasto em diárias e cobra mais investimentos para o município, principalmente em infraestrutura, como estradas, saneamento básico e casas populares.
"Eles deviam analisar mais os gastos que eles fazem, ver se realmente todos esses gastos que eles fizeram trouxeram algum benefício pro município. Os vereadores, nos casos que foram viajar, que usaram dos recursos públicos e que trouxeram algum retorno financeiro, benefício pro município, tudo bem... Eu acho que tem que ter coerência por parte deles", comenta o funcionário público Júlio César Cecchin.
"Claro que muitas diárias foram bem ocupadas, mas não pra tudo isso, na verdade. Uma metade disso já seria suficiente para atender as demandas de cursos e recursos, né?", diz o comerciante Elcides José Brum.
"Eu acho que não é, na verdade, o correto. Porque fazer viagem para buscar projeto, alguma coisa, é importante, sim. Mas não em excesso, no caso", argumenta a comerciante Camila Schlavin Castelli.
O atual presidente da Câmara, que também era vereador no último mandato, reconhece que os gastos foram excessivos.
Na semana passada, depois que a reportagem esteve na cidade, a Câmara publicou uma resolução determinando que as despesas com diárias neste ano de 2017 não ultrapassem 50% dos gastos de 2016.
"Errei uma vez. Esse ano já cortei as diárias. Esse ano ninguém vai a Brasília. Então, é por aí. Temos que cortar os gastos, essas diárias foram abusivas. Você viu nosso município aqui, né? Cheio de dificuldade e, de repente, o vereador vai lá buscar [fazer cursos], mas de repente não vai, vai só para fazer diária mesmo", comenta o presidente da Câmara de São Pedro das Missões, Márcio Rosa Soares.
Posicionamentos
Maria Elizete da Silva Piuco, do PP, disse que todas as viagens foram autorizadas pela Câmara, e que os cursos foram válidos para o trabalho que ela vai assumir como suplente.
Celmiro Wegner Follmann, também do PP, informou que os cursos que fez no fim do ano passado deverão contribuir para o trabalho que ele pretende desempenhar no município.
Sérgio Elias Silva da Silva e Fabrício de Quadros Barbosa, do PDT, não quiseram gravar entrevista no dia em que a equipe de reportagem esteve na cidade, e não atenderam as ligações.
Marilene Tonello Vezaro, do PT, informou que os cursos foram importantes, e que as viagens resultaram em recursos para a construção de um ginásio e para a compra de um trator.
Ranking por gastos
Já a lista de cidades por gasto geral tem São Gabriel na liderança. No Legislativo da cidade da Região Central do estado, com pouco menos de 63 mil habitantes, foram consumidos R$ 264 mil em 2016. Um vereador chega a receber um salário mínimo e meio para participar de um curso de quatro dias em Porto Alegre.
No topo dos gastos com diárias também estão as Câmaras de São Borja, Pelotas, Santo Ângelo, Rosário do Sul, Cidreira, Rio Grande, Charqueadas, Arroio Grande e Carazinho.
Para o procurador-geral do Ministério Público de Contas (MPC), Geraldo da Camino, os cidadãos devem acompanhar mais de perto a preparação do orçamento das Câmaras, podendo evitar gastos excessivos.
"Esses gastos ocorrem porque a população não se atenta à fiscalização da execução do orçamento. O controle social é o mais importante e o mais legítimo", afirma Da Camino.
O presidente da União dos Vereadores do Rio Grande do Sul (Uvergs), Silomar Garcia, também afirma que cidadãos não costumam participar das audiências públicas para discutir os gastos. Abertos à população, os encontros geralmente são realizados em março e dezembro.
"Sabemos que existe discrepância, distorção dos valores, mas a comunidade também é culpada. A Lei de Responsabilidade Fiscal prevê audiências públicas para debater a discussão do orçamento, a elaboração do orçamento, e a comunidade não comparece", diz Garcia.

Fonte:G1RS
+ Mais Informações ››››››

Joel Rubert é o novo presidente do Corede Rio da Várzea

O Conselho Regional do Desenvolvimento Rio da Várzea (Corede) realizou na sexta-feira (24) a Assembleia Geral para eleição da nova diretoria, para os anos 2017/2018. A atividade ocorreu no plenário da Câmara de Vereadores reunindo os membros natos estatutários da entidade, que são os prefeitos dos 20 municípios que compõe o Conselho, presidentes das Câmaras de Vereadores e presidentes dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento (Comudes). Também participou o vice-prefeito Lúcio Borges, representantes de entidades, órgãos de Governo e demais interessados.

Criado em 2006 e em atuação a partir de 2007, o Corede Rio da Várzea teve a frente como presidente o atual secretário municipal de Saúde de Palmeira das Missões Paulo Roberto Oliveira Fernandes. Durante a Assembleia, Paulo salientou as conquistas que a entidade teve ao longo destes anos, com mais de R$ 12 milhões de repasses do Governo do Estado por meio da Consulta Popular. “Quanto à Consulta Popular 2016/2017 todos os projetos já foram entregues e estão tramitando, garantindo mais de R$ 1 milhão para a região”, observou ele.

Assumirá como presidente o atual coordenador da 10ª Coordenadoria Regional da Agricultura Joel Rubert. Joel tem experiência de 25 anos no comércio e 16 como voluntário em entidades da cidade, como a Câmara Junior e a Comissão Intervencionista do Hospital de Caridade. Ele destacou que sempre esteve atuante na sociedade e que dará seguimento ao trabalho realizado no Corede, trazendo importantes conquistas para a região. Após apresentação, a composição da nova diretoria foi apreciada pelos presentes, ficando assim definida:


Presidente: Joel Rubert (Palmeira);
1º Vice-presidente: Paulo Roberto Oliveira Fernandes (Palmeira);
2° Vice-presidente: Carlos da Silva Santos (Palmeira);
1° Secretário: Paulo Piovesan (Jaboticaba);
2º Secretário: Carlos Santos Bueno (Boa Vista das Missões);
Diretor: Plínio Santos (Palmeira);
Diretor: Rafael Lazzari (Palmeira);
1º Tesoureiro: Vergílio Casani (Palmeira);
2° Tesoureiro: Marcelo Saggin (Palmeira).

Conselho Fiscal (titulares):
Mauro Rocha (Palmeira);
Celio Luis Luft (Nova Boa Vista);
Luiz Carlos Cosmam (Palmeira)
Suplentes:
Leontino Grelmann (Novo Xingu);
Neuri Steaguemeier (Nova Boa Vista);
Luis Clóvis Molionari (Jaboticaba).

Conselho Consultivo:
Edson Galvão (Boa Vista das Missões);
Carlos Mello (Ong Amigos da Mata - Palmeira);
Luiz Carlos Zucatto (UFSM - Campus Palmeira);
Gilberto Colli (UPF Sarandi/Palmeira);
Edenilson Conceição (Palmeira);
Tiago Antunes (Palmeira).



Fotos: Priscila Devens/AI
+ Mais Informações ››››››

segunda-feira, 27 de março de 2017

TCE estuda viabilizar orçamento de publicidade pública para Rádios Comunitárias

Caso a regulamentação seja aprovada, as rádios poderão receber pela veiculação informes de governo, prefeitura e demais órgão públicos.

Durante a audiência pública sobre rádios comunitárias, realizada nesta quinta-feira (16), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), foi anunciado que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) irá elaborar um parecer para regulamentar o pagamento de anúncios de instituições públicas. A audiência, convocada e presidida pelo deputado estadual Valdir Barranco (PT), reuniu representantes de rádios comunitárias, órgãos públicos, da Associação Brasileira de Rádios Comunitárias (Abraço) e de outras entidades e associações.

Outra notícia bem recebida pelos participantes da audiência foi a de que o governo estadual, desde que dentro da lei, entende a importância de apoiar e estimular as rádios comunitárias com o fornecimento de informações e, se autorizado, de informes publicitários. Para o deputado Valdir Barranco, esses foram os principais avanços alcançados de imediato.

“Registramos aqui dois importantes anúncios que poderão fomentar este meio de comunicação democrático e essencial, principalmente nas localidades afastadas dos grandes centros. Agora vamos acompanhar estes avanços encaminhar demandas da esfera federal à nossa bancada em Brasília”, afirmou o deputado Valdir Barranco.

Atualmente Mato Grosso possui 101 rádios comunitárias, das quais 82 têm a licença definitiva para o funcionamento, 10 estão com a licença provisória e outras nove não estão licenciadas. A legitimação das rádios comunitárias se deu por meio da Lei 9.612/98, mas algumas alterações ainda são pleiteadas pelos representantes das rádios.

Alcance - O proprietário da rádio comunitária de Cláudia, João Batista, explica que a lei precisa ser atualizada autorizando o uso de equipamentos mais potentes que permitam ampliar o alcance do sinal. Outra demanda é pela regularização de veiculação de anúncios publicitários. “Só é permitido o faturamento por meio de apoio institucional, o que inviabiliza a manutenção das rádios. Precisamos encontrar um meio legal de sustento e manutenção dos serviços realizados”.


O presidente da Abraço em Mato Grosso, Geremias dos Santos, chamou a atenção para a importância do engajamento político pelas mudanças na legislação e pela retomada do processo de outorga de mais rádios comunitárias. “Mato Grosso conseguiu a outorga de rádios comunitárias em 21 municípios, mas ainda existem 40 municípios à espera da homologação. Este processo não pode ser interrompido”, destacou o presidente.

O professor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), do campus de Barra do Garças, Edson Spenthof, destacou que as rádio comunitárias representam o direito de acesso à informação. “O meios de comunicação comunitários são fundamentais para a democracia. Porém, essa liberdade de expressão só pode ser exercida se houver igualdade de oportunidades”, declarou o professor com relação à competição entre as rádios comerciais e as comunitárias.

O órgão responsável pela regulamentação e fiscalização de rádios no país é a Agência Nacional de Telecomunicação (Anatel), que participou da audiência por meio de seu representante em Mato Grosso, José Prachedes Pereira da Silva. O gerente d órgão explicou que a agência cumpre seu papel de acordo com a lei vigente e das diretrizes estabelecidas. “Nossa fiscalização é feita a partir de demandas da comunidade, de outros órgãos e do Ministério de Ciência, Tecnologia e Comunicação, por meio de um plano anual onde são estabelecidas as prioridades do órgão”.

Todos os participantes da audiência vão receber os encaminhamentos registrados durante a audiência pública com orientações legais sobre o exercício da comunicação comunitária.

Mais informações:
Secretaria de Comunicação
Redação: (65) 3313-6310 (65) 3313-6283
Rádio: (65) 3313-6682
TVAL: (65) 3313-6341 (65) 3313-6399
Ouça a reportagem clicando aqui:

Por LAÍS COSTA MARQUES/ Secretaria de Comunicação
+ Mais Informações ››››››

Audiência discute realidade de rádios comunitárias em Mato Grosso

Foto: Ronaldo Mazza/ALMT
Para o deputado Valdir Barranco (PT), autor do pedido da audiência, as rádios comunitárias "sofrem com a falta de recursos provocada pelo engessamento imposto pela Lei 9.612/98, que regulamenta os veículos e impede a comercialização de propagandas e programas”.

A audiência pública requerida pelo deputado Valdir Barranco (PT), realizada na Assembleia Legislativa nessa quinta-feira (16), discutiu o atual cenário onde estão inseridas as rádios comunitárias em atividade no estado de Mato Grosso. Segundo o deputado, “veículos de suma importância para a democratização da informação e a difusão da cultura regional, mas que há anos sofrem com a falta de recursos provocada pelo engessamento imposto pela Lei 9.612/98, que regulamenta os veículos e impede a comercialização de propagandas e programas”.

Barranco explicou que a atual legislação só permite a veiculação de anúncios privados institucionais a título de apoio cultural, o que segundo ele, “é insuficiente para arcar com os custos operacionais”. “Precisamos mudar a Lei 9.612/98 para a flexibilização comercial e repasses públicos em propaganda. Hoje, o comerciante pode divulgar sua marca e seus produtos, mas sem informar promoções ou preços. Quem vai anunciar que vende frutas sem dizer quanto custam? Ou o governo muda a legislação neste sentido ou, pelo menos, autoriza a publicidade oficial patrocinada como ocorre nas emissoras comerciais.”

O presidente da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço) em Mato Grosso, Geremias dos Santos, participou da audiência. Ele explicou que esta discussão chegou à Casa Civil, mas travou. “Nossa ideia era que fosse permitida a publicação de banners do governo federal nos sites das rádios comunitárias, como forma de divulgação institucional patrocinada, o que as viabilizaria economicamente, mas não foi à frente. A discussão que ocorreu ainda durante o governo Dilma não avançou”.

Se no cenário federal esta discussão perdeu força, em Goiás houve avanços. Segundo o presidente da Abraço local, Valdecir Pereira Borges, que participou da audiência, por lá o Estado já ajuda na manutenção das comunitárias. “Levamos a demanda ao governador e a Assembleia Legislativa e desde agosto do ano passado vigora uma lei estadual garantindo o repasse de parte das verbas públicas de publicidade para as rádios comunitárias. Os valores variam de R$ 1.200 a R$ 2.200 mensais, dependendo do número de habitantes dos municípios onde as rádios estão instaladas. Verba que ajuda e muito”.

Valdecir chamou a atenção para outro problema: o atraso na publicação do PNO 2016/2019 (Plano Nacional de Outorgas). “Não há como pensar em comunicação social deixando as rádios comunitárias de fora. Em Mato Grosso, por exemplo, apenas 90 municípios possuem estas estações, ainda faltam 51. A publicação do PNO vai permitir a abertura de novas rádios comunitárias em todos os municípios brasileiros, democratizando o acesso a informação.”

Para o deputado Valdir Barranco, a audiência teve saldo positivo. “Alcançamos o objetivo de discutir a realidade do setor e buscar soluções. Mas, fomos mais longe com o compromisso assumido pelo chefe de gabinete da presidência do TCE (Tribunal de Contas do Estado), Paulo Nunes, de que o Tribunal vai estudar a legalidade de repasses públicos às rádios comunitárias. Além disso, o secretário adjunto de comunicação do Estado, Marcy Monteiro, garantiu que o governo se compromete em investir no setor caso haja anuência do TCE. A audiência terminou, mas a luta continua. Queremos uma radiodifusão comunitária eficiente e sustentável. Podem contar comigo”, concluiu o deputado Valdir Barranco.

Mais informações:

Gab Dep Valdir Barranco
Telefone: 6533136821

+ Mais Informações ››››››

quinta-feira, 23 de março de 2017

CREHNOR - Sistema esta com suas atividades suspensas temporariamente

 Em virtude de diversos associados do sistema CREHNOR ter nos indagado sobre uma possível suspensão das operações do Sistema Crehnor de Cooperativas de Crédito Rural, a Rádio Comunitária Liberdade foi em busca de informações, para trazer aos nossos ouvintes.
Contactamos as agencias próximas mas a unica informação é que temporariamente o sistema está indisponível para qualquer movimentação financeira.
Em contato com a sede da cooperativa em Sarandi também não obtivemos informações mais detalhadas, a pessoa que nos atendeu apenas nos informou que temporariamente o sistema esta indisponível e que uma equipe do Banco Central estará auditando o sistema e que em breve um comunicado oficial será disponibilizado a imprensa.
Outra informação muito importante relatada pela Cooperativa CREHNOR é que o associado conta com a proteção FGCoop, que garante os recursos financeiros do associado em deposito junto a cooperativa.

Mais informações no Blog da Rádio Comunitária Liberdade, a informação sempre em primeira mão. CLIQUE AQUI.
+ Mais Informações ››››››

Região Norte apresenta principais necessidades à Famurs

Segurança Pública, acessos asfálticos e melhorias na saúde foram os temas mais reivindicados por prefeitos
Gestores dos municípios que fazem parte da Associação da Zona da Produção (Amzop) e da Associação da Região Celeiro (Amuceleiro) estiveram reunidos em Palmeira das Missões na tarde desta quarta-feira (22), para debater sobre o projeto RS 2030 e apresentar para a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) as necessidades e demandas locais, buscando alternativas e soluções para contribuir com o desenvolvimento do estado.
De acordo com o coordenador do projeto RS 2030 e ex-prefeito de Canoas Jairo Jorge, a proposta teve início em 2015, quando a Famurs percorreu o estado realizando reuniões regionais para ouvir os prefeitos e lideranças com o objetivo de discutir as perspectivas para o crescimento do Rio Grande do Sul. Contudo, em 2017, sentiu-se a necessidade de refazer os encontros uma vez que em muitos municípios novos prefeitos assumiram o Executivo. O estudo, que abordará as prioridades e estratégias que a região deve buscar até 2030, será analisado e sistematizado, sendo que em julho será publicado o livro ‘RS 2030: O nosso futuro em debate’, que será entregue ao Governo do Estado.
Diversas lideranças se pronunciaram durante a atividade, somando mais de 20 intervenções. O presidente da Câmara de Vereadores de Palmeira das Missões Antônio Zottis Padilha destacou a urgência de apoio aos quartéis do Corpo de Bombeiros, a exemplo do de Palmeira, que enfrenta dificuldades de pessoal e constantemente acaba por reduzir o atendimento à comunidade. O prefeito de Palmeira das Missões Eduardo Russomano Freire levantou importantes demandas, como os acessos asfálticos, a segurança pública, a diversificação da matriz produtiva, mas principalmente a celeridade na concretização do projeto do Hospital Público Regional (HPR).
Conforme Eduardo, a partir da solicitação do Município, o Tribunal de Contas do Estado está realizando um acompanhamento no orçamento e no processo licitatório do HPR, para que o projeto possa ter continuidade e ser executado o mais rápido possível. O Hospital atenderá a população de mais de 70 municípios da região, somando mais de 500 mil habitantes, se transformando em referência de atendimento de média e alta complexidade, 100% SUS.
Referente aos demais municípios que fazem parte da Amzop e Amuceleiro, a maioria das reivindicações foram acerca da duplicação da BR 386, trecho que perpassa a região e a importância de acessos asfálticos para os municípios, com o objetivo de alavancar projetos de turismo e escoar a produção agrícola, por exemplo. Outra situação muito ressaltada foi referente à segurança pública, uma vez que municípios pequenos da região Norte têm sofrido com assaltos e outros crimes, colocando em risco a vida da população. A ausência de UTI em hospitais com mais de 100 leitos na região também foi abordada.
O evento, que ocorreu no plenário do Legislativo Municipal, foi organizado pela Famurs, em parceria com a Prefeitura Municipal de Palmeira das Missões e Câmara de Vereadores. Também estiveram presentes o ex-prefeito de Porto Alegre José Fortunatti e o coordenador geral da Famurs Odair Scorsatto.
+ Mais Informações ››››››

Presidente da Assembleia confirma parceria com o Carijo da Canção Gaúcha

Foto: Caco Argemi/ALRS
A Comissão organizadora do 32° Carijo da Canção Gaúcha visitou recentemente a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul para entregar a proposta de patrocínio ao presidente da Casa, Edegar Pretto. O deputado afirmou ser um frequentador assíduo do festival e já confirmou a presença para a edição deste ano, além de assegurar a parceria entre a Assembleia e o Carijo.
Participaram o presidente do 32° Carijo Delfino Suzano Junior, a secretária municipal de Educação Nirnele Boeri, e os demais membros da Comissão Adriana Bagatini, Lourdes Silveira, Helio Boeri e Gesiel Serra.
+ Mais Informações ››››››

quarta-feira, 22 de março de 2017

Lançamento da Feísa é hoje o dia 22/03 no Clube Comercial de Sarandi


+ Mais Informações ››››››

Saúde na comunidade: estudantes do Técnico em Enfermagem do CESURG desenvolvem ações em Nova Boa Vista

Um dos princípios do CESURG é intervir nas comunidades e contribuir para o desenvolvimento dos municípios, envolvendo também nesses processos os estudantes dos cursos técnicos e de graduação da instituição desde o começo da formação acadêmica. Entre as ações realizadas, as turmas do curso Técnico em Enfermagem do Centro de Ensino Superior Riograndense participaram da II Feira Municipal de Saúde, promovida na última quarta-feira (15), durante a semana comemorativa ao aniversário do município de Nova Boa Vista.
O evento foi voltado à atenção básica e divulgou informações sobre saúde preventiva e patologias. O objetivo também foi promover reflexões e debates quanto aos direitos e deveres dos usuários do SUS, garantia de acesso e atenção de qualidade, alimentação saudável, uso racional de medicamentos, higiene e cuidados bucais, e prevenção de doenças como dengue, Chikungunya e zika vírus.
No espaço do CESURG, os acadêmicos do Técnico em Enfermagem distribuíram informativos e esclareceram dúvidas do público visitante, estimulando cuidados preventivos quanto à hipertensão, diabetes e obesidade. Acompanhados pela professora Fernanda Signor, os estudantes realizaram a aferição da pressão arterial dos visitantes, entre outras ações desenvolvidas. “Ser atuante nas comunidades dos municípios da região é um dos nortes do CESURG. Nossa instituição busca formar profissionais que sejam agentes transformadores, desenvolvendo ações que contribuam para um desenvolvimento mais saudável e sustentável”, destaca o diretor-presidente do CESURG, Rafael Rossetto.


Assessoria de Comunicação CESURG
+ Mais Informações ››››››

Inscrições para o Carijinho seguem até dia 20 de abril

Há 15 anos o Carijinho da Canção Gaúcha vem revelando jovens intérpretes da música tradicionalista, sendo o celeiro de talentos infanto-juvenis. O festival de interpretações acontece concomitante ao Carijo da Canção Gaúcha, em Palmeira das Missões e reúne crianças e adolescentes de todo o estado. As apresentações ocorrem ao domingo, sendo que desde a 13ª edição o Carijinho é realizado no palco principal, além de ter o registro gravado em CD, e desde a 14ª edição há também o registro em DVD.
Neste ano, pela primeira vez, as inscrições para o 15° Carijinho poderão ser realizadas pelo site oficial do evento, no endereço www.carijo.rs. Os interessados já podem acessar o menu ‘Inscrições Carijinho’, além de verificar o regulamento do festival. O prazo das inscrições se encerra no dia 20 de abril, sendo que também são aceitas inscrições postadas via Correios, endereçadas para a Secretaria Municipal de Educação, Praça Nassib Nassif, 381, Centro, CEP 98.300-000 – Palmeira das Missões – RS, ou via e-mail pelo carijinho_pm@hotmail.com.
Poderão se inscrever candidatos que, até o dia da apresentação, tenham completado 13 anos para concorrer na categoria Piá, e no máximo 17 anos para concorrer na categoria Piazote. A triagem, que será feita no dia 28 de abril pelos mesmos jurados que atuarão no festival, selecionará sete músicas para participarem da competição, sendo cinco delas de acesso geral e duas exclusivamente para trabalhos musicais originariamente de Palmeira das Missões, tanto na categoria Piá como na categoria Piazote.
Serão premiados os melhores intérpretes de cada categoria, com troféus e premiação em dinheiro para o 1°, 2° e 3° lugar, além do melhor instrumentista e destaque da categoria, premiados com troféus. O Carijinho da Canção Gaúcha é uma promoção da Prefeitura Municipal de Palmeira das Missões por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, com coordenação da Secretaria Municipal de Educação. As apresentações do 15° Carijinho serão realizadas no domingo, dia 29 de maio, a partir das 13h, no palco principal do Parque de Exposições. O show de intervalo ficará a cargo de Genuína Dalberto.
Mais informações pelos contatos: Secretaria Municipal de Educação - (55) 3742-7608 / 0071, e-mail: carijinho_pm@hotmail.com; Secretaria de Cultura e Turismo - (55) 3742-1583/3742 2254 (durante o festival), e-mail: carijopalmeira@gmail.com.
+ Mais Informações ››››››

terça-feira, 21 de março de 2017

Conhecimento aplicado na prática: Acadêmicos de Medicina Veterinária do CESURG acompanham Tarde de Campo

O profissional que busca formação acadêmica no CESURG é diferenciado no mercado de trabalho. A proposta pedagógica de aliar teoria e prática, permitindo que o estudante reconheça e aplique na prática o que aprende em sala de aula, é reconhecida pelas empresas, facilitando o ingresso desse profissional no mercado. Objetivando possibilitar a troca de informações e experiências, contribuindo para o conhecimento adquirido pelos estudantes, os acadêmicos do curso de Medicina Veterinária do CESURG, 1º e 2º semestres, participaram de uma Tarde de Campo realizada na propriedade de Flávio Furini, em Nova Boa Vista. A atividade ocorreu na última sexta-feira, 17 de março, e foi acompanhada pelo coordenador do curso, professor Guilherme Rossetto.
Os momentos de aplicação da teoria são analisados pelo diretor-presidente do CESURG, Rafael Rossetto, como fundamentais na formação dos acadêmicos. “O mercado de trabalho não aceita mais um profissional que tenha conhecimentos apenas na teoria e não saiba aplicá-los na prática. O novo profissional precisa aliar conhecimentos teóricos e habilidades práticas, e esse é um diferencial da formação no CESURG. O conhecimento compartilhado na instituição é norteado pelas demandas que a sociedade nos apresenta. O CESURG é construído de fora para dentro, ouvindo as necessidades da sociedade”, pontua Rafael Rossetto.
Promovida pela Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente de Nova Boa Vista em parceria com a Emater/RS-Ascar, a Tarde de Campo proporcionou aos visitantes debates sobre Irrigação, Manejo nutricional e reprodutivo, Grama tifton, Gestão da propriedade, Organização da propriedade e destino correto das águas servidas, entre outros temas pertinentes ao cotidiano das propriedades rurais.


Assessoria de Comunicação CESURG
+ Mais Informações ››››››

quinta-feira, 16 de março de 2017

Rafael Rossetto ressalta força da Educação e do Cooperativismo a agricultores em Constantina


A luta por um mundo mais justo e solidário só terá resultados se ocorrer, na visão do diretor-presidente do CESURG, Rafael Rossetto, através da parceria entre diversos setores da sociedade. Assim afirmou o educador aos mais de 600 associados da Cresol em Constantina, durante evento que reuniu associados e colaboradores da cooperativa, na tarde desta quarta-feira (15), quando a cooperativa realizou Assembleias Ordinária e Extraordinária com a participação de representantes dos pontos de atendimentos em toda a região.
Segundo Rafael Rossetto, “a Educação e o Cooperativismo caminham juntos na defesa de um mundo mais justo e solidário, e só unidos conseguiremos conquistá-lo. Precisamos trabalhar juntos em busca desse mundo que tanto queremos”. A participação do CESURG na comunidade regional também foi destacada pelo professor e diretor-presidente da instituição. “O CESURG possui uma veia de desenvolvimento socioeconômico e cultural muito forte. A agricultura familiar e a produção de alimentos mais saudáveis são duas pautas que a instituição mais desenvolve junto aos acadêmicos, pois entendemos que o agricultor é elemento fundamental para esse mundo mais justo, saudável e sustentável”, acrescentou.

Assessoria de Comunicação CESURG
+ Mais Informações ››››››

Acadêmicos do CESURG visitam Expodireto Cotrijal 2017

A proposta de um aprendizado que alie teoria e prática proporciona momentos de aplicação dos conhecimentos construídos em sala de aula. Com esse objetivo, o CESURG oportuniza aos seus acadêmicos e professores oportunidades para a visualização das informações adquiridas e o emprego do conhecimento. Esse é um dos diferenciais do Centro de Ensino Superior Riograndense: aliar teoria e prática, formando um profissional atualizado em relação às necessidades do mercado de trabalho.
Na última semana, estudantes do curso de Agronomia do CESURG em Marau e dos cursos de Agronomia e Medicina Veterinária do CESURG em Sarandi participaram da Expodireto Cotrijal 2017, feira realizada em Não-Me-Toque entre os dias 06 e 10 de março. Na feira, os acadêmicos puderam observar e esclarecer dúvidas sobre a agricultura familiar – um dos nortes da formação na instituição – e o agronegócio, que juntos impulsionam a economia e a produção de alimentos no país. A feira também é conhecida por lançar tecnologias que auxiliam o produtor rural, espaços de máquinas e dinâmicas que também foram visitados pelos estudantes, momentos para a busca de informações sobre as tecnologias de ponta que aperfeiçoam ainda mais a produção rural.
A presença dos estudantes na feira confirma a destacada formação do CESURG, com teoria e prática muito presentes na grade curricular. “Um dos nortes da formação acadêmica do CESURG é o estudante aprender a teoria e saber aplicá-la na prática. Sempre aproximamos muito o conhecimento e a realidade que os acadêmicos encontram no mercado de trabalho, formando um profissional muito qualificado, pois de nada adianta um conhecimento distante do que o profissional encontra no mercado”, explica o diretor-presidente do CESURG, Rafael Rossetto.


Assessoria de Comunicação CESURG
+ Mais Informações ››››››

quarta-feira, 15 de março de 2017

Nota de Apoio e Solidariedade.


Nota de Apoio e Solidariedade.



A Associação Gaúcha de Rádios Comunitárias – ABRAÇO-RS, vem a publico expressar sua solidariedade aos Movimentos Sociais e a Sociedade em Geral, que neste dia 15 de março está indo as ruas de todo o país para expressar o seu repudio, as Reformas propostas pelo Governo Federal. Reformas estas que mechem com os direitos do povo trabalhador brasileiro; trabalhadores estes que fazem a força e a pujança da nossa nação chamada Brasil.

Nós Rádios Comunitárias forjadas nas lutas da classe trabalhadora não podemos ficar alheias a este triste momento que vive a nação brasileira quando milhares de trabalhadores estão desempregados e outros tantos vendo o desemprego bater a suas portas. A ABRAÇO-RS, não apoia nenhuma reforma que tire direitos dos trabalhadores em especial a Reforma da Previdência que tira o direito de uma vida digna ao trabalhador quando sua saúde já não lhe dá condições de exercer o seu trabalho.

Por este motivo a ABRAÇO-RS, através de suas emissoras afiliadas leva ao conhecimento do publico radio ouvinte sua solidariedade aos milhões de trabalhadores que lutam neste dia para garantir os seus direitos a duras penas conquistados.

Nenhum direito a menos para quem Trabalha.

Coordenação de Comunicação da ABRAÇO-RS
+ Mais Informações ››››››

segunda-feira, 13 de março de 2017

CPA divulga Relatório Final de Autoavaliação a comunidade acadêmica do CESURG



A CPA – Comissão Própria de Avaliação – é a responsável pela condução dos processos de avaliação internos do CESURG. Através dela é possível avaliar a qualidade do ensino de graduação disponibilizado pela instituição desde a infraestrutura até o corpo docente. Na última semana, a CPA divulgou o Relatório Final de Autoavaliação com dados apontados pelos próprios estudantes do CESURG.
Através da avaliação da CPA, a direção da instituição pode readequar os processos visando melhorar ainda mais a qualidade do ensino disponibilizado aos acadêmicos. A avaliação dos estudantes sobre a instituição é vista pelo diretor-presidente do CESURG, Rafael Rossetto, como um instrumento muito importante para a evolução do ensino. “O levantamento efetuado pela CPA nos ajuda muito na readequação das nossas práticas objetivando a melhoria da estrutura e do ensino aos nossos acadêmicos. A divulgação destes resultados reforça a política de transparência e seriedade que norteiam as ações do CESURG. Expormos nossos pontos positivos e os processos que devemos aprimorar, segundo o apontamento dos próprios estudantes, demonstra nosso intuito de disponibilizar um ensino de qualidade a sociedade”, acrescenta Rafael Rossetto.
Além do envio aos estudantes pelo correio eletrônico, os acadêmicos receberam a versão impressa do relatório resumido da CPA – que também pode ser encontrado nos murais em todas as salas de aula e corredores – e podem ter acesso ao relatório completo no site www.cesurg.com.br, na aba Institucional, item Avaliação Institucional.
A presidenta da CPA, Glaucia Debona, explica que a divulgação dos resultados é uma etapa fundamental do processo de avaliação. “O relatório da CPA demonstra a avaliação da comunidade acadêmica do CESURG sobre a instituição. A divulgação desses resultados é muito importante para o processo, pois dá um retorno ao estudante sobre o questionário que ele respondeu no semestre anterior, além de divulgar a sociedade civil como a instituição está atuando na visão dos próprios estudantes”, explica a presidenta da CPA.

Assessoria de Comunicação CESURG
+ Mais Informações ››››››