Parceiros do blog - Clique e ajude a manter o blog no ar

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

As sementes crioulas são o destaque em Seberi neste domingo

MPA promove evento que celebra a simbologia mais importante da agroecologia: a relação da natureza sem a interferência da manipulação genética ou a inserção de produtos agroquímicos

No próximo domingo, 29, são esperados na Linha tesoura, em Seberi, mais de 1.200 agricultores camponeses de mais de 30 municípios do norte gaúcho e oeste catarinense. O motivo que está mobilizando essas pessoas é a terceira edição da Festa da Semente Crioula, evento promovido pelo MPA em parceria com uma cooperativa camponesa local, a Cooperbio, que está cedendo suas instalações para a realização das atividades. O evento, que está sendo retomado neste ano, tem o objetivo de fortalecer a cultura da partilha da semente crioula entre os camponeses, valorizando os saberes populares e o processo natural de seleção empreendido pelas gerações de pequenos agricultores ao longo de séculos de cultivo. Além disso, os organizadores destacam a necessidade de reforçar a mensagem da agroecologia, buscando demonstrar com experimentos e pesquisa realizadas pelos profissionais e técnicos vinculados ao campesinato que é possível produzir alimentos de primeira qualidade, com ótimos índices de produtividade através dos sistemas propostos pela agroecologia, ou seja, sem a inserção no cultivo ou no manejo, de produtos nocivos à saúde do agricultor e também do consumidor final, como venenos e fertilizantes químicos.

- Nós partimos de um princípio norteador que é o respeito ao ciclo natural da vida, reforçando o vínculo do camponês com a terra que serve de berço aos seus cultivos -, explica a bióloga Débora Varoli, que participa da comissão organizadora do evento. “As sementes crioulas são cultivadas e selecionadas ano após ano por nossas famílias, elas atendem às nossas necessidades e estão adaptadas às condições da nossa região e aos nossos sistemas de produção”, acrescenta. Varoli destaca ainda de modo especial a participação dos coletivos de mulheres ligados ao campesinato, frisando o papel que a mulher costuma exercer nas pequenas propriedades associado à produção do alimento e a preservação das sementes.

A programação do evento prevê acolhida a partir das 9 horas da manhã, exposição de sementes que serão trazidas pelos próprios participantes do festejo, atividades de partilha de saberes como rodas de conversa e debates, almoço por adesão com cardápio típico camponês, atividades de troca de sementes, apresentações místicas e culturais, bem como confraternização festiva na parte da tarde com show da banda Nova Energia. Maiores informações e solicitação de ingressos podem ser obtidas pelo telefone (55) 999634234.

Nenhum comentário:

Postar um comentário