Parceiros do blog - Clique e ajude a manter o blog no ar

segunda-feira, 11 de julho de 2011

NA ÚLTIMA QUARTA-FEIRA NA CIDADE DE ALPESTRE OCORREU A V CONFERÊNCIA MUNICIPAL DA SAÚDE



Convocada pelo decreto municipal 1173/2011 de 26 de maio de 2011, realizou-se na última quarta-feira no Centro de Cultura de Alpestre a V conferência da saúde.
Tendo início com a recepção e credenciamento das 07h30min ás 08h30min constatou a presença de autoridades, vereadores, profissionais e trabalhadores da saúde, representantes do CES, representantes do Conselho Municipal de Saúde, entidades e lideranças das comunidades do interior do município e o público em geral.
Dando seguimento a conferência uma palestra com o Sr. Sérgio Franciskievicz-Secretário Municipal da Saúde, explicando sobre o temário central da 14°Conferencia Nacional da Saúde com o tema – “Todos usam o SUS! SUS na Seguridade Social, política pública, patrimônio do povo brasileiro”.
E em seguida a enfermeira Rejane Mallagi explicou o eixo: Acesso e acolhimento com qualidade: um desafio para o SUS.
Ás 10h00min iniciou-se os grupos de discussão, subdivididos em cinco pessoas separando-se profissionais de saúde, os usuários, prestadores do governo e entidades para melhorar o nível do debate. Cada grupo recebeu uma planilha para preenchimentos das propostas para o relatório da V Conferencia a nível municipal e também para a VI CES e 14°CNS.
Ás 11h00min procedeu-se a eleição dos delegados para representar o município de Alpestre na Conferencia Estadual de Saúde, ficando assim representados os segmentos: Governo/ profissionais/ prestadores: Titular: Adriana Memlak, Suplente: Maria Salete Valentini. Usuários: Titular: Antônio Vilson Rodrigues França; Suplente: Lygia Serafini.
Após a discussão nos subgrupos, o relator de cada grupo explanou as propostas para o grande grupo, havendo discussão das dúvidas e complementação das propostas. Também foi disponibilizado o espaço para o uso da palavra aos presentes da V CMS.
E ás 12h10min procedeu-se o encerramento da V Conferencia Municipal de Saúde, onde teve a participação de todos os segmentos da comunidade Alpestrense.
E essas foram às propostas levantadas na Conferência Municipal de Saúde:
PROPOSTA A NÍVEL MUNICIPAL:
-Garantir o acesso à consulta médica, para a população do interior com dificuldade de acesso, devido à distância e horário de chegada à Unidade de Saúde;
-Que a estratégia Saúde da Família funcione de acordo com as normas do Ministério da Saúde, como a realização de visitas domiciliares, grupos de prevenção, planejamento estratégico da equipe e participação de todos os componentes da equipe;
-Melhorar a qualidade da consulta médica;
-Disponibilizar profissional habilitado para realizar ultra-som;
-Disponibilizar mais profissionais para atender na área de saúde mental;
-Disponibilizar plantão hospitalar com médico presente, não atender e nem medicar por telefone;
-Melhorar a educação em saúde na comunidade;
-Disponibilizar atendimento odontológico parta os alunos das escolas estaduais;
-Realizar pesquisa e diagnóstico para detecção do alto índice de câncer para prevenção do mesmo;
-Contratar consultas médicas especializadas nas áreas de pediatria, ginecologia, oftalmologia cardiologia, dermatologia e psiquiatria;
-Não realizar mais atendimento da ESF na localidade da Encruzilhada Gaúcha;
-Receitar os medicamentos que a SNS oferece;
-Aumentar o número de visitadores do PIM;
-Reavaliar admissão da farmácia popular no município, pois o acesso aos medicamentos pela população dentro deste programa piorou devido ao difícil acesso do interior do município;
-Implantar academias públicas para realização de atividade física;
-Cumprir carga horária por parte dos profissionais médicos e dentistas das ESF;
-Reajustar valores pagos aos profissionais e hospitais que atentem pelo SUS;
-Comunidade de Volta Grande solicita médico na comunidade três vezes por semana e dentista uma vez por semana; Não aceitam o atendimento na localidade da Encruzilhada Gaúcha; Flexibilidade para escolher profissional; Melhorar o atendimento do plantão médico no hospital; Dificuldade de receber medicamentos através da Farmácia popular; Distribuição de toda a medicação nos grupos de Hiperdia; Contratação de ACS para a micro-área de Volta Grande.


Rádio Comunidade ( Alpestre- RS)
www.alpestrefm.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário