Parceiros do blog - Clique e ajude a manter o blog no ar

segunda-feira, 21 de março de 2011

ÍNDIO É PRESO POR SUSPEITA DE ASSASSINATO EM RONDA ALTA

Um índio foi preso em flagrante suspeito de ter assassinado um homem por volta das 2h deste domingo em Linha Santa Lúcia, na reserva indígena Serrinha, em Ronda Alta, no norte gaúcho. Segundo a Polícia Civil de Sarandi, um desentendimento por motivos religiosos teria motivado o crime.

De acordo com o delegado Edson Tadeu Cezimbra, um grupo de quatro adultos e uma criança de 11 anos, vindos de Santa Bárbara do Sul, estaria acampando e pescando na localidade. Durante a noite, dois homens foram até um casebre localizado a cerca de 150 metros do acampamento, onde estariam dois índios.

No local, estariam conversando sobre diversos assuntos ao redor de um fogão à lenha. Algum tempo depois, o índio Valdecir Veloso, 47 anos, teria chegado à residência. Minutos depois, um dos homens do grupo teria pego uma bíblia pequena e começou a lê-la em voz alta, o que teria desagradado o recém chegado.

Depois de uma discussão, Veloso teria atacado Nilton Luís de Moraes Vieira, 50 anos, e acertado o pescoço da vítima com um objeto cortante. O golpe fatal provocou um corte de aproximadamente 15 centímetros.

Logo após, Veloso teria perseguido o outro homem do grupo, que fugiu em direção à mata. A Brigada Militar de Ronda Alta foi acionada e prendeu o índio em flagrante no local do crime. Em seguida, ele foi recolhido ao presídio de Sarandi.

A polícia não sabe se ele usou uma faca ou uma foice para assassinar a vítima, pois a arma não foi encontrada. Segundo o delegado Cezimbra, o índio estaria embriagado e, após o crime, teria arrastado o corpo para fora do casebre.

Conforme o delegado, a criança de 11 anos que acompanhava o grupo de Santa Bárbara do Sul era filho da vítima. Cezimbra disse que os amigos teriam obtido autorização para pescar na reserva graças à ajuda de um conhecido de Constantina, que teria intermediado o contato com os índios.

Rádio Comunitária FM 97.9
Frederico Westphalen
www.comunitaria.com.br

Um comentário: