Parceiros do blog - Clique e ajude a manter o blog no ar

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

APENAS DOIS PARLAMENTARES VOTARAM CONTRA O AUMENTO DO SALARIO DOS DEPUTADOS

Dos 18 deputados gaúchos que compareceram à sessão plenária no último dia de votação efetiva na Câmara, nesta quarta-feira, apenas dois votaram contra o projeto que elevou para R$ 26,7 mil o salário dos parlamentares.

Em votação simbólica, Luciana Genro (PSOL) e Paulo Pimenta (PT) foram os únicos que se manifestaram contra o reajuste de 61,83% dos próprios salários que passa a valer a partir de 1º de fevereiro de 2011.

Para a deputada Luciana, que não conseguiu a reeleição em 2010, a aprovação do projeto na última votação do ano é "uma afronta ao povo brasileiro".

A deputada do PSOL afirma que o salário de cerca de R$ 16 mil é mais do que o suficiente para um parlamentar. Já para o deputado Pimenta, a aprovação da medida é "inoportuna".

Os deputados, Cláudio Diaz (PSDB), Darcísio Perondi (PMDB), Fernando Marroni (PT), Germano Bonow (DEM), José Otávio Germano (PP), Luis Carlos Heinze (PP), Marco Maia (PT), Mendes Ribeiro Filho (PMDB), Osmar Terra (PMDB), Paulo Roberto Pereira (PTB), Pompeo de Mattos (PDT), Renato Molling (PP), Sérgio Moraes (PTB), Vieira da Cunha (PDT) e Vilson Covatti (PP), todos estes parlamentares votaram a favor do aumento do próprio salário, os demais deputados não compareceram a Sessão.


Rádio Comunitária FM 97.9
Frederico Westphalen
www.comunitaria.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário