Parceiros do blog - Clique e ajude a manter o blog no ar

terça-feira, 1 de junho de 2010

Sossella defende produção de plantas medicinais e pesquisa sobre fitoterápicos

O presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, deputado Gilmar Sossella, defende investimentos do Estado para a pesquisa e a produção de medicamentos fitoterápicos. Conforme o parlamentar do PDT é preciso fazer valer a legislação atual e consolidar uma política pública de Estado que inclua os fitoterápicos na lista de medicamentos do Sistema Único de Saúde.

A manifestação do deputado Sossella em defesa dos fitoterápicos ocorreu nesta segunda-feira (31) em Porto Alegre, durante a realização do Seminário Estadual Da Planta ao Fitoterápico.Sossella preside o evento promovido pela Comissão de Saúde e Meio Ambiente com apoio da prefeitura municipal de Panambi. Representantes do Ministério da Saúde, Secretaria Estadual de Saúde, Assedisa, Emater, Conselho Estadual de Saúde, e agentes comunitários de saúde, discutem a continuidade e os desafios da política intersetorial para plantas medicinais e fitoterápicos no Rio Grande do Sul.

Sossella afirma que 80% da população mundial utiliza práticas tradicionais de plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos. Durante o pronunciamento na abertura do seminário, Sossella lembrou do tradicional “chá da vovó” e destacou um pensamento do filósofo Sócrates: “Que teu alimento seja o remédio e teu remédio seja teu alimento”. Conforme Sossella, a era da industrialização não conseguiu sufocar o saber daqueles que ousaram quebrar paradigmas e permanecem dispostos a assumir desafios em defesa da vida.

“Temos que avançar e construir uma rede de apoio aos fitoterápicos. Além de proteger a vida, as plantas medicinais e os medicamentos fitoterápicos são alternativa de emprego e renda. Precisamos que as pesquisas e os conhecimentos do setor sejam compartilhados com a sociedade e não vendidos para um mercado que movimenta cifras exorbitantes. O Poder Público, os legisladores e os profissionais têm a co-responsabilidade de tornar a política de plantas medicinais e fitoterápicos uma realidade”, destaca o deputado Gilmar Sossella.

Levi de Oliveira

Coletiva FM

Cristal do SUL

Nenhum comentário:

Postar um comentário