Parceiros do blog - Clique e ajude a manter o blog no ar

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Atricon discute Plano Estratégico no TCE-RS

Na manhã desta quarta-feira (19), foi realizada, no Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS), uma reunião para tratar do Plano Estratégico da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), para o período de 2018/2023.

Na abertura, o presidente do TCE-RS, conselheiro Marco Peixoto, deu as boas vindas aos visitantes do TCE do Mato Grosso, conselheiro Valter Albano, que também é o vice-presidente da Atricon, e conselheiro-substituto Ronaldo Ribeiro, salientando a importância do encontro. “É fundamental o intercâmbio de conhecimentos entre os Tribunais de Contas (TCs), a troca de ideias e experiências”, afirmou Peixoto.

O objetivo do evento foi encontrar formas de aprimorar as rotinas já consolidadas nos TCs e discutir as carências do sistema de controle externo. “Não há dúvidas de que os desafios para os órgãos fiscalizadores estão aumentando, e o momento é de reafirmar a importância dos Tribunais de Contas”, argumentou o conselheiro Valter Albano.

Os cenários político e econômico nacionais também foram abordados durante o evento. Para o conselheiro-substituto do TCE-MT e representante da Atricon, Ronaldo Ribeiro, “a atuação fiscalizatória dos Tribunais de Contas e da Associação dos Membros dos TCs é parte da solução para a atual crise na gestão pública”.

Na mesma linha, o ex-prefeito de Caçapava do Sul e atual presidente do Instituto de Previdência do Rio Grande do Sul (Ipergs), Otomar Vivian, que acompanhou a reunião, salientou que a fiscalização e as orientações do TCE-RS são decisivas para os Municípios, como se pode o observar, por exemplo, na área da educação infantil e do cumprimento das metas do Plano Nacional de Educação (PNE). Recentemente, a Atricon, através de seu Grupo de Trabalho (GT) que monitora as ações em educação, passou a acompanhar a execução do PNE em todo o Brasil.

Para o conselheiro Cezar Miola, com a análise dos planos de educação pela entidade, “cria-se uma série de indicadores que funcionam como uma auditoria entre os TCs, fortalecendo uma atuação mais prospectiva e colaborativa. Ações do tipo devem ser o carro chefe das nossas entidades”, assinalou.

O Plano Estratégico 2018/2023 da Atricon será formulado a partir das discussões realizadas em todos os Tribunais de Contas do Brasil e de um questionário a ser enviado aos conselheiros, aos conselheiros-substitutos e às direções dos TCs.

Além das autoridades mencionadas, também participaram da reunião os conselheiros do TCE-RS Alexandre Postal e Pedro Figueiredo, os conselheiros-substitutos Daniela Zago e Renato Azeredo, os conselheiros aposentados Helio Mileski e Vitor Faccioni, diretores, chefes de gabinete, e integrantes da área técnica do Tribunal gaúcho.

Crédito da foto: Claudir Tigre (ACS/TCE-RS)
Assessoria de Comunicação Social - TCE-RS
Contatos: (51) 3214 9870 e 9871
(51) 3214 9705 e (51) 9917 9642
Portal TCE: www.tce.rs.gov.br
Siga-nos em www.twitter.com/tcers
+ Mais Informações ››››››

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Viaturas de guerra estarão expostas na Feisa 2017

Durante os cinco dias de feira, o público terá a chance de conhecer parte do inventário da Associação Cultural Museu Militar Brasileiro
Quem visitar a 19ª edição da Feira das Indústrias de Sarandi (Feisa) poderá conhecer um pouco da história militar mundial. A Associação Cultural Museu Militar Brasileiro participará pela primeira vez da feira e vai expor diversas viaturas de guerra, algumas delas exemplares únicos no Brasil. Segundo o vice-diretor do museu, que tem sede em Panambi/RS, Jeferson Steindorff, a intenção da associação é recolher, preservar e conservar peças referentes a história das Forças Armadas Brasileiras.

O acervo completo do museu, hoje, conta com aproximadamente 165 viaturas. Uma coleção com carros de combate, canhões antiaéreos, caminhões para transporte de tropas, ambulâncias e também modelos de Jeep raríssimos, todos restaurados, mantendo fiéis suas características originais. Além dos veículos terrestres, o inventário conta com dois aviões Boeing 737-300 restaurados; uma aeronave ambientada em sala de cinema com espaço para exibição de filmes da 2ª Guerra Mundial e uma biblioteca. A outra aeronave possui espaço para exposição de pequenos artigos militares de várias nacionalidades como armas, munição, telefones, medalhas e fardas. Outra atração é uma das 24 aeronaves de Carga Bufallo C115 adquiridas em 1968 pela FAB e que foram utilizadas como lançador de paraquedistas e transporte de cargas leves.

A Feisa 2017 acontece de 27 de abril a 1º de maio, no Parque de Exposições Pedro de Marco, e deve receber, nesta edição, cerca de 50 mil visitantes.

Viaturas que serão expostas na Feisa:

- Viatura Scout Car M3A1:
Foi a primeira viatura 4x4 do Exército Brasileiro.

- Viatura Blindada Stuart M3A1: Viatura de combate leve, fabricada nos Estados Unidos, participou da Segunda Guerra Mundial, chegou ao Brasil por volta de 1940.

- Viatura Anfíbia Gama-Goat: Viatura raríssima, fabricada nos Estados Unidos, participou da Guerra do Vietnã.

- Viatura Scania 4x4: Viatura de combate a incêndio em aeroportos, fabricada em 1988 na Suécia.

- Viatura Dodge M37: Viatura teve participação na guerra da Coréia.

Sobre a associação


A Associação Cultural Museu Militar Brasileiro foi fundada em 18 de novembro de 2009 em Panambi/RS. O museu possui o maior acervo militar particular da América Latina e está situado às margens da BR 285, km 420, no Noroeste do Estado. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (55) 3375.0310 e 99733.6350 ou pelo e-mail contato@museumilitarpanambi.com.br.

Sobre a Feira

A Feisa é uma feira essencialmente de negócios que reúne indústrias do setor moveleiro, metalúrgico, têxtil, de vestuário, acessórios, alimentação, construção e do agronegócio. A área total do Parque de Exposições Pedro de Marco é de 2.250 mil m², entre estruturas interna e externa. O evento conta com o patrocínio do Sicredi Região da Produção, Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Aurora Alimentos, Móveis Boa Vista, Falkk Móveis, Caixa Econômica Federal e Governo Federal, Banrisul e Governo do Rio Grande do Sul e Rede de Farmácias Nossa Senhora de Fátima e apoio da Universidade de Passo Fundo (UPF), Água Mineral Sarandi e Cooperativa Tritícola Sarandi (Cotrisal). Mais informações sobre a feira podem ser encontradas no site www.feisa.com.


Assessoria de Imprensa Feisa 2017
DW Press Assessoria de Imprensa
Daniela Wietholter Lopes – imprensadwpress@gmail.com - 54 9 9106-8622
Renata Giacobone – renata.giacobone@gmail.com - 51 9 9115-3667
+ Mais Informações ››››››

UPF presente na Feisa 2017

A Universidade de Passo Fundo (UPF) integra a programação da Feira das Indústrias de Sarandi (Feisa). O evento será realizado de 27 de abril a 1º de maio, no Parque de Exposições Pedro de Marco, em Sarandi.

As atividades da Instituição envolverão a Van do Balcão do Consumidor, cuja equipe prestará atendimento aos interessados. Ainda, no estande da UPF, serão expostos materiais do curso de Design de Moda. Nos dias 27 e 28, os integrantes do Núcleo de Apoio Fiscal e Contábil (NAF), projeto de extensão da Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis (Feac), vão prestar informações a respeito da declaração do imposto de renda e esclarecer dúvidas sobre o assunto. A equipe do Marketing Direto da UPF também estará na Feira atendendo à comunidade.

Feisa

Feira de negócios que reúne indústrias do setor moveleiro, metalúrgico, têxtil, de vestuário, acessórios, alimentação, construção e do agronegócio, a Feisa chega em sua 19ª edição em 2017. O evento conta com o apoio da UPF.

Mais informações podem ser obtidas no site www.feisa.com.br.

Assessoria de Imprensa
Universidade de Passo Fundo
Fone: 0xx 54 3316 8142 / 3316 8110 / 3316 8138
http://www.upf.br
E-mail: imprensa@upf.br
Passo Fundo – RS
+ Mais Informações ››››››

terça-feira, 18 de abril de 2017

Músicas que farão parte do 32° Carijo serão divulgadas na próxima semana

Mantendo a tradição e as expectativas da Comissão Organizadora, mais uma vez o Carijo da Canção Gaúcha recebeu mais de 600 composições inscritas para a fase local e geral. As inscrições encerraram-se neste domingo (16) e o grupo de jurados se prepara agora para a realização da triagem. O resultado será divulgado no site do festival, no endereço http://www.carijo.rs/.

Na fase local participam compositores, intérpretes e instrumentistas naturais de Palmeira das Missões ou aqui radicados no mínimo há seis meses antes da realização do evento. Para a fase local, a triagem selecionará 10 músicas para serem apresentadas na 1ª Ronda, sendo que destas, quatro serão escolhidas finalistas. Já para a fase geral participam concorrentes de todo o Brasil e de países do Mercosul. Neste caso, a triagem selecionará 18 composições, das quais 12 irão à final.
    

O festival, que é Patrimônio Cultural do Rio Grande do Sul, é um projeto realizado pela Prefeitura Municipal de Palmeira das Missões por meio das secretarias de Cultura e Turismo e de Educação, e acontece de 25 a 28 de maio de 2017, no Parque de Exposições. A comissão julgadora do 32° Carijo é composta pelos jurados Adams Cezar, Vaine Darde, Carlitos Magallanes, Adão Quintana e Aurélio Moraes.
 Aurélio Moraes
Músico, compositor, cantor, arranjador e produtor musical. Aurélio é participante de vários festivais nativistas, em destaque o Carijo da Canção Gaúcha, sendo vencedor da primeira edição em 1986, interpretando a música ‘Avô Gaiteiro’. Entre outras premiações já recebeu troféu de segundo e terceiro lugares, melhor intérprete, música mais popular, melhor tema do município, premiações paralelas, além de participar como jurado em vários festivais, inclusive pela terceira vez no Festival Carijo da Canção Gaúcha.


Vaine Darde
Natural de Urugauaina, iniciou sua carreira como compositor e poeta em 1978 quando foi premiado no concurso Apesul Correio do Povo Revelação Literária. Em 1988, em parceria com Gaúcho da Fronteira, ficou conhecido em todo o país com a música ‘Vanerão Sambado’ que ganhou discos de ouro e platina. Em nova parceria com Gaúcho da Fronteira, gravada pelos Engenheiros do Hawaii, ‘Herdeiro da Pampa Pobre’ afirma-se no cenário musical do estado. Recebeu por dois anos consecutivos o troféu Vitória concedido pela Secretaria da Cultura do Estado. Em 2004 ganhou o troféu Clave do Sul como melhor letrista dos festivais. Com mais de mil músicas gravadas por artistas gaúchos e de outros estados, entre eles duplas sertanejas, é um dos compositores mais premiados do Rio Grande do Sul. 

Adão Quintana
Músico, compositor e fundador do Grupo Parceria. Adão foi componente da Banda Marcial dos Fuzileiros Navais Do Brasil e recebeu a medalha de ouro nas cidades do Rio De Janeiro e Uruguaiana pelos serviços prestados à cultura gaúcha. Vencedor de vários festivais, entre eles Califórnia, Carijo, Coxilha, Ponche Verde. Também já atuou como jurado em festivais no Rio Grande Do Sul, Argentina e Uruguai.

Adams Cesar
Natural de Porto Alegre, Adams iniciou suas participações em festivais no ano de 2001, quando publicou mais de 80 músicas inéditas e conquistou mais de 60 premiações dos principais eventos do gênero. Em 2012, lançou seu primeiro trabalho solo intitulado “Adams Cezar: Pelos Palcos dos Festivais”. De 2014 a 2016 integrou o grupo “Os 4 Gaudérios”, levando a música, arte e cultura por vários estados: além do solo gaúcho, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul.





Carlitos Magallanes
Músico, compositor, intérprete, produtor cultural e discográfrico, radicado há 40 anos no Brasil. Como músico (Bandoneonista) e intérprete (Cantor) Carlitos já participou em mais de 20 concertos junto a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa), vários concertos e gravação com a Orquestra de Câmara de Blumenau, shows e gravação com a Orquestra de Câmara da Ulbra com a qual também participou da trilha sonora do filme "Sal de Prata". Participou da trilha sonora do filme "Neto Perde sua Alma", ganhadora do "Prêmio Kikito" de Gramado. Participou de inúmeros concertos com a Orquestra Sinfônica do Sesc, Orquestra de Sopros Eintracht de Campo Bom, Orquestra Sinfônica da UCS e Orquestra de Sopros de Caxias do Sul, Orquestra de Sopros de Novo Hamburgo e Orquestra de Sopros de Porto Alegre. Acompanhou inúmeros artistas como, Fito Paez, Hique Gomez (Tãn Tãngo), Paula Fernandes (Rede Globo), Antonio Villeroy e Família Lima. Participa dos Shows, "Tãn Tãngo" com Hique Gomez, "Tango Duo" com Maurício Marques e "Porto Tango" com Roberto Pinheiro. Possui quatro cds de tango em parceria com seu saudoso amigo Carlos Garofali. É diretor musical do grupo "Tango's Show".
+ Mais Informações ››››››

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Feisa 2017 traz novidades do setor moveleiro

Feira, que vai de 27 de abril a 1º de maio, será espaço de comercialização e valorização do setor, um dos principais motores econômicos de Sarandi/RS



A Feira das Indústrias de Sarandi (Feisa) é mais um espaço de valorização do setor moveleiro da região. Além de funcionar como uma alavanca de vendas, a feira ajuda a dar visibilidade para as empresas locais, que têm a oportunidade de fechar negócios e mostrar sua marca. Neste ano, são esperadas cerca de 50 mil pessoas no Parque de Exposições Pedro de Marco, entre os dias 27 de abril e 1º de maio, na cidade de Sarandi, no Norte do Rio Grande do Sul. Esta edição conta com 120 expositores da região que englobam, além do moveleiro, os setores têxtil, agronegócio, metalmecânico, construção civil, agricultura familiar e veículos.

Representatividade estadual


Hoje, o Rio Grande do Sul possui cerca de 2.700 empresas moveleiras, o que equivale a 13,3% das empresas do Brasil. Elas respondem por 18,4% do total de móveis fabricados no país e por 31,1% das exportações. Essa participação confere ao Estado posição de liderança como maior produtor do país. Os dados são da Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs) e demonstram a importância do segmento para a economia gaúcha. O município de Sarandi/RS, por sua vez, tem um papel determinante para que o Rio Grande do Sul permaneça nessa posição. O setor moveleiro vem ocupando cada vez mais espaços no município, seja pela qualidade dos móveis produzidos, pela alta tecnologia empregada ou pela qualificação de mão-de-obra. De Sarandi, saem produtos que abastecem todas as regiões do Brasil e também vários países da América Latina e África. De acordo com o diretor do Campus Sarandi da Universidade de Passo Fundo (UPF), Gilberto Colli, é o olhar empreendedor dos empresários da cidade que ajuda a qualificar o setor. “Novos negócios surgem a todo o momento, que ajudam tanto para a geração de renda e tributos, quanto para o número de postos de trabalho”. Segundo ele, pela importância do setor produtivo, esta atividade industrial apresenta destaque e novidades a cada feira. “Há preocupação dos empreendedores na busca do além do bem atender às inovações e design que o mercado consumidor exige”.

Para o diretor da área moveleira da Associação Comercial, de Serviços e Agronegócio de Sarandi (Acisar),Ilvandir dos Santos Almeida, o setor é essencial para a economia do município. “ Com a ampliação de parques industriais, hoje temos novas empresas do setor no mercado, em menor porte, mas que também primam pela qualidade de produção e produtos inovadores para o consumidor”. Atualmente, 15 empresas do setor moveleiro são associadas da Acisar. Para Ameida, esse número é muito significativo. “Para uma cidade de 22 mil habitantes, em torno de 1000 pessoas são empregadas nestas empresas”. A Feisa, portanto, é uma alavanca de vendas, já que traz os principais lançamentos do setor. “Além de mostrarmos o que Sarandi produz, temos feito grandes comercializações, onde temos a oportunidade de divulgar os nossos produtos”, explica Almeida.

Novidades

Uma das empresas que participará da feira é a Finger. Nesta edição, a marca Falkk trará produtos voltados para o público jovem que tem uma grande exigência de design. Segundo o Gerente Comercial da Falkk, Carlos Alberto Ferrari, a Feisa será uma grande oportunidade de mostrar para a região o design de seus produtos. “Nesta feira, lançaremos a campanha Slow, conectando o design da Falkk com o estilo Hygge, criado pelos dinamarqueses, onde usamos como base esse conceito que se dissemina pelo mundo de proporcionar maior e melhor qualidade de vida às pessoas”. Conforme Ferrari, a expectativa para a feira é grande, principalmente no que tange ao fortalecimento da marca. “A Feisa é uma feira de excelente visitação e que trará grande visibilidade aos nossos produtos em toda a região”.

Outra empresa que marcará presença na feira é a Marcenaria Lill, que atua no mercado desde 1998, no ramo de esquadrias de madeira. Segundo o sócio proprietário da empresa, Cleomar José Lill, essa não é a primeira vez que participa da Feisa. “Nesta edição vamos expor diversos materiais de nossa produção, como portas externas e internas, janelas e a mesa elástica. As expectativas são boas, estamos preparados para receber muitos visitantes e obter bons resultados”.

Sobre a Feira

A Feisa é uma feira essencialmente de negócios que reúne indústrias do setor moveleiro, metalúrgico, têxtil, de vestuário, acessórios, alimentação, construção e do agronegócio. A área total do Parque de Exposições Pedro de Marco é de 2.250 mil m², entre estruturas interna e externa. O evento conta com o patrocínio do Sicredi Região da Produção, Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Aurora Alimentos, Móveis Boa Vista, Falkk Móveis, Caixa Econômica Federal e Governo Federal, Banrisul e Governo do Rio Grande do Sul e Rede de Farmácias Nossa Senhora de Fátima e apoio da Universidade de Passo Fundo (UPF), Água Mineral Sarandi e Cooperativa Tritícola Sarandi (Cotrisal). Mais informações sobre a feira podem ser encontradas no site www.feisa.com.br.

Assessoria de Imprensa Feisa 2017
+ Mais Informações ››››››

terça-feira, 11 de abril de 2017

Fórum reforça urgência em acabar com a cultura da violência contra a mulher

Importantes discussões foram levantadas durante o 12° Fórum da Mulher neste sábado (8), em Palmeira das Missões. Com o Centro Cultural lotado o tema ‘Mulheres que fazem a diferença’ foi abordado pelas painelistas em vários aspectos. A abertura do Fórum contou com a presença de autoridades, entre os organizadores e parceiros do evento, o vice-prefeito Lúcio Borges, a presidente do Fórum vereadora Karin Bittencourt Uchoa, além do deputado federal Jerônimo Goergen e da deputada estadual Zilá Breitenbach.

Na oportunidade, Karin, juntamente com uma comitiva da Secretaria Municipal de Educação, entregou ao deputado Jerônimo uma solicitação de emenda parlamentar para ampliação da Creche Vó Erondina, a qual leva o nome da avó materna do deputado. A necessidade de ampliação é urgente para atender a demanda da população que mora no entorno e encontra-se em situação vulnerável. Ainda, Jerônimo reforçou sobre a emenda parlamentar no valor de R$ 245.850,00 para asfaltamento de trecho da Rua Borges de Medeiros, cujo projeto já foi cadastrado e aguarda os trâmites.

Fazendo o público levantar da cadeira, a professora Patrícia Prado Bonesso e suas alunas do Studio Vida apresentaram animadas coreografias, mostrando que não existe idade para sair do sedentarismo e praticar um exercício que traga alto astral e eleve a autoestima. A primeira painelista, Josiane Petry Farias, falou sobre o feminicídio, com mediação da Bel. em Direito Serenita Galli.

Josiane coordena o Projur Mulher, da UPF, que oferece atendimento jurídico para mulheres vítimas de violência. Como ela salientou, Passo Fundo é o segundo município mais violento do estado, referente às agressões registradas contra mulheres. “A violência contra a mulher acontece dentro de casa, por quem ela menos espera, que é seu companheiro ou ex-companheiro. Mas a cultura de que em ‘briga de marido e mulher não se mete a colher’ deve acabar, pois a sociedade deve se meter sim, em defesa das mulheres”, comentou ela.

No Brasil, morrem mais homens do que mulheres, contudo, 97% dos casos de mulheres mortas são pelas mãos dos homens com os quais elas mantêm relação, diferente da morte dos homens, motivadas pela violência do tráfico, acidentes no trânsito, latrocínio, entre outros. Por isso, se faz necessário analisar e julgar os assassinatos de mulheres de maneira diferente, uma vez que desde que foi instituída, a Lei do Feminicídio (n° 13.104/2015) prevê a circunstância qualificadora do crime de homicídio, quando o motivo for questão de gênero. O encerramento das atividades da manhã foi com sorteio de brindes e desfile da loja Alternativa.

Primeira comandante mulher da BM esteve no evento

Tenente-coronel da reserva e vereadora em Porto Alegre, Nadia Rodrigues Silveira Gerhard falou sobre a cultura de violência contra a mulher e a patrulha Maria da Penha, criado por ela. Nadia ressaltou sobre os papeis sociais e estereótipos que a mulher carrega, a partir de uma visão de uma sociedade cheia de preconceitos, e a importância de se romper estas barreiras, revendo a forma com que as crianças estão sendo educadas.

Em 180 anos de Brigada Militar Nadia tornou-se a primeira mulher comandante de um batalhão, em 2007. Em 2012 assumiu o comando do 19° BPM de Porto Alegre e, nessa época, implementou, como coordenadora estadual, a patrulha Maria da Penha na Brigada Militar, que protege mulheres vítimas de violência doméstica. A patrulha é responsável por fiscalizar as medidas protetivas, com policiais capacitados que orientam e auxiliam as mulheres vítimas.

O encerramento do Fórum foi com a blogueira e consultora de moda Mariana Simionato, que reside atualmente em Los Angeles e coordena um importante projeto sobre moda e identidade feminina, conversando com mulheres do mundo todo e trabalhando a sua autoestima. Mariana comentou que apesar das diferenças, as mulheres ao redor do mundo possuem características semelhantes, como o sentimento de comparação e de rotulação.

Durante todo o dia também esteve em frente ao Centro Cultural o ônibus da Rede Lilás, com atendimentos psicológicos, sociais e jurídicos.
Priscila Devens/AI
+ Mais Informações ››››››

Educar para transformar: Acadêmicos de Pedagogia participam do Projeto Família em Movimento

A Educação como instrumento de transformação social só consegue ser efetiva em sua missão quando envolve diversos agentes, desde a família e a escola até a sociedade como um todo. Por isso, o processo educacional exige que esses diferentes agentes dialoguem e encontrem, juntos, alternativas para melhorar a qualidade do ensino disponibilizado às crianças.

Mais de 250 estudantes da Escola Estadual de Ensino Fundamental Presidente João Goulart, de Palmeira das Missões, e suas famílias participaram do Projeto Família em Movimento, evento realizado na tarde do último sábado (08), abrindo as comemorações do 25º aniversário do educandário.

O Centro de Ensino Superior Riograndense (CESURG) também participou das atividades. Acadêmicas e acadêmicos do Curso de Pedagogia desenvolveram dinâmicas educativas com as crianças, como oficinas de pintura, acompanhados pelo professor do CESURG Cláudio Mineiro. A ação possibilita que os discentes estejam próximos da comunidade e vivenciem na prática o conhecimento compartilhado em sala de aula.

Para o diretor-presidente do CESURG, Rafael Rossetto, aproximar o acadêmico das situações que ele vivenciará no exercício da profissão é fundamental para a formação de profissionais competentes e que saibam aplicar na prática o conhecimento teórico adquirido. “Esse é um dos diferenciais da formação no CESURG. Primamos pelo conhecimento de qualidade, um conhecimento que auxilie os nossos acadêmicos na busca por soluções práticas e efetivas, com o desenvolvimento de técnicas e habilidades indispensáveis ao exercício da profissão. Um conhecimento diferenciado que permita aos nossos estudantes transformarem o mundo em um lugar melhor”, destaca Rafael Rossetto.

Família em Movimento

O projeto, como comenta a diretora da escola, professora Elaine Lisboa de Carli, visa aproximar as famílias e a escola, promovendo integração e demonstrando a importância da escola na vida das crianças. Nesse processo, a parceria de entidades é destacada pela educadora. “O apoio é fantástico. Uma gestão não é nada se não tem parceiros, então é importante que a sociedade externa conheça a escola e participe do nosso cotidiano. Através deste projeto, buscamos integrar a sociedade com a escola. Parcerias como esta são fundamentais para que consigamos trazer as famílias para a escola e melhorar a formação dos nossos estudantes”, frisa a diretora Elaine. Além da escola, também foram organizadores do evento o Movimento Nacional de Meninas e Meninos de Rua, e a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Palmeira Verde.



Assessoria de Comunicação CESURG
+ Mais Informações ››››››

CESURG promoverá palestra com o juiz do Trabalho Dr. Ricardo Jahn

O Centro de Ensino Superior Riograndense (CESURG) promoverá nesta quarta-feira (12) uma palestra ministrada pelo Dr. Ricardo Jahn, juiz do Trabalho Substituto de Santa Catarina, gestor regional do Programa Trabalho Seguro em Santa Catarina.

O juiz abordará na palestra o Programa Trabalho Seguro do TST, Acidentes de Trabalho e Audiências. O evento ocorrerá no auditório do CESURG em Sarandi, a partir das 19h30min. O ingresso para a palestra é 1 kg de alimento não perecível a ser entregue na entrada do evento.

Assessoria de Comunicação CESURG
+ Mais Informações ››››››

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Saúde preventiva pauta ação do Curso Técnico em Enfermagem do CESURG

Acadêmicos e professoras do Técnico em Enfermagem atenderam a população sarandiense

Acadêmicos do Curso Técnico em Enfermagem do Centro de Ensino Superior Riograndense (CESURG) participaram do Projeto Sarandi Sem Câncer de Pele. A iniciativa, promovida pelo Lions Clube Sarandi Centenário, proporcionou à comunidade sarandiense orientações sobre saúde preventiva, com a distribuição de informativos, e exames iniciais para detectar possíveis casos de câncer de pele na população. O projeto também propiciou atendimentos básicos de saúde, como aferição da pressão arterial da população.
A atividade ocorreu no último sábado, dia 1º de abril, na Praça Farroupilha, e oportunizou 56 atendimentos na triagem – destes, seis casos suspeitos de câncer foram encaminhados para exames mais específicos. O CESURG apoiou oficialmente o projeto, realizado em parcerias com empresas e organizações sarandienses.
O diretor-presidente do CESURG, Rafael Rossetto, destaca o papel social da instituição e o comprometimento com a comunidade. “O CESURG é uma faculdade construída de fora para dentro, nossas ações sociais sempre buscam contribuir com a comunidade. A formação proporcionada pela nossa instituição prima pelo conhecimento teórico e prático desde o começo, a exemplo do Curso Técnico em Enfermagem, onde os estudantes que ingressaram na nova turma, neste primeiro semestre, já participam das ações desenvolvidas com a população”.

Assessoria de Comunicação CESURG
+ Mais Informações ››››››

CESURG apoia Fervo Cultural em Sarandi

Artistas de Sarandi e região encantaram o público nas apresentações


A comunidade de Sarandi e região acompanhou, na noite do último sábado, dia 1º de abril, a primeira edição do Fervo Cultural, evento promovido por artistas sarandienses na Praça Farroupilha. O CESURG apoiou oficialmente o evento.
Das 16h30min às 21h, oito apresentações cativaram o público no espaço organizado na praça. O Fervo Cultural surgiu com a proposta de mobilizar a comunidade e incentivar o gosto por atividades culturais, e a avaliação positiva do público e dos artistas já habilita a realização da próxima edição. “O evento foi ótimo. Todos adoraram a experiência, foi algo que movimentou a cidade e envolveu a comunidade”, comenta Juliano Oliveira, um dos organizadores do Fervo Cultural.
A maratona artística contou com apresentações de música, dança, arte circense, teatro e poesia. Entre as atrações que encantaram o público, estiveram a banda Dunas Marcianas, Bruno Lemos, Orquestra do Rotary Club de Sarandi, Grupo de Danças Breack Group, Mara Rúbia, Mara Gelain, e a peça teatral Sai Zika, além de artistas sarandienses. O evento teve acesso gratuito.

Desenvolvimento cultural
Um dos valores que norteiam as ações do Centro de Ensino Superior Riograndense na comunidade é o comprometimento com o desenvolvimento cultural local e regional. “As manifestações culturais nos inspiram na busca por um mundo melhor e contribuem para a emancipação do ser humano. A cultura revela a identidade da população, também por isso é fundamental valorizarmos e incentivarmos a cultura da nossa comunidade”, ressalta o diretor-presidente do CESURG, Rafael Rossetto.

Assessoria de Comunicação CESURG
+ Mais Informações ››››››

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Carijo e prédios históricos reconstruídos em computação gráfica

Imagine se você pudesse viajar no tempo, transportar-se para uma época ou acontecimento que você tem muita vontade de conhecer… Já imaginou? Este é o projeto Palmeira 1914! Projeto em realidade virtual pioneiro no Brasil e América Latina do estúdio Romeu & Julieta em parceria com a Prefeitura Municipal, Secretaria de Cultura e Turismo e Secretaria de Educação.

É como se fosse um jogo de videogame de última geração, mas em realidade virtual. Você vai colocar os óculos especiais, vai olhar para os lados, para cima, para baixo, vai andar e vai perceber que esta em outro mundo! Mas sem sair do local onde você colocou os óculos!

O projeto vai além do entretenimento: seu foco principal é o resgate histórico e a cultura da nossa cidade e estado. Por isso, contou com a consultoria do professor e historiador Henrique Lima, especialista na história de Palmeira das Missões e do Carijo. Esse projeto se tornará referência oficial para pesquisas.

“Resgatar a história através da tecnologia é uma das muitas possibilidades que a realidade virtual pode proporcionar”, comenta Jean Campos, co-fundador e diretor do Romeu & Julieta. Segundo ele, através da realidade virtual vai ser possível transportar para mais de 100 anos atrás todos que visitarem o espaço montado junto à Casa de Cultura durante o 32° Carijo.

O que você verá?
Um verdadeiro Carijo, exatamente como era em 1914, e também os prédios históricos de 1914 que hoje já não existem mais, como o cinema Coliseu e a primeira prefeitura, que foram reconstruídos através da computação gráfica.
Onde?
O projeto será apresentado durante o 32° Carijo, em um espaço do Estúdio Romeu & Julieta na Casa de Cultura (ao lado do pavilhão principal).  
Quando?
Após a solenidade de abertura com autoridades e músicos, ele estará disponível para o público em geral. A atração será gratuita e se destina a crianças e adultos, durante todo o evento das 9 às 20 horas.
Estão todos convidados a participar e embarcar nessa viagem extraordinária! Na programação, ainda teremos uma palestra com o tema “Entretenimento aliado a Educação”, nos dias 25 e 27 às 15 horas no auditório da Casa de Cultura e serão apresentados no estande vídeos e imagens de outros projetos que o Estúdio Romeu & Julieta está produzindo. O Estúdio Romeu & Julieta, junto à Prefeitura Municipal, Secretaria de Cultura e Turismo e Secretaria de Educação vem trabalhando para a Terra do Carijo e do agronegócio ser reconhecida também dentro do Mercado Criativo e das Novas Tecnologias.
Identidade visual
O Estúdio Romeu & Julieta também é o responsável pelo novo projeto de identidade visual do 32º Carijo e do 15° Carijinho, que já estão sendo divulgados nos jornais locais e regionais, redes sociais e também no site do evento e da prefeitura. Além das duas logomarcas, que remetem às primeiras identidades visuais, ilustrando o processo de produção primitiva da erva-mate, o Estúdio Romeu & Julieta também estará produzindo o painel de palco do Carijo. Texto e foto: Estúdio Romeu & Julieta
+ Mais Informações ››››››

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Abraço – RS leva suas reivindicações a diversos órgãos públicos, em POA

A Associação Gaúcha de Radiodifusão Comunitária – Abraço – RS – esteve no último dia 03 de abril em Porto Alegre, onde, com mais de vinte rádios comunitárias do interior do Estado, cumpriu agenda em vários órgãos públicos. O intuito das visitas, segundo o coordenador financeiro da entidade, João Carlos Heissler, foi buscar algumas respostas que há muito estavam pendentes.



O primeiro encontro ocorreu na Assembleia Legislativa, com o atual presidente da casa, Edegar Preto. Lá, a entidade expôs as dificuldades que todas as emissoras de cunho comunitário vêm enfrentando e reforçou o pedido de destinação de recursos para esses veículos. Além disso, solicitou que seja elaborado um projeto de lei que dê conta do repasse de verbas para as entidades mantenedoras de rádios comunitárias. “Nós vemos a Assembleia Legislativa, os próprios deputados, e os entes públicos em geral destinarem milhões de reais para anunciar na grande mídia e para as comunitárias, que têm um papel diferenciado nos municípios, especialmente os menores, há toda uma burocracia que dificulta o processo”, pontou Heissler.



Nesse sentido, Preto apresentou uma decisão do Tribunal de Contas do Estado que aponta a possibilidade de fechamento de convênios e parcerias de entes públicos com as rádios comunitárias. A seguir, o presidente da AL acompanhou os representantes da Abraço – RS e das demais rádios até o próprio TCE, onde houve uma audiência com o presidente do órgão. Marco Peixoto então reafirmou o teor do documento, que passa a dar segurança jurídica para essa relação. “Nós não tínhamos conhecimento dessa decisão, que é de 2014, e ela é fundamental para o serviço de radiodifusão comunitário”, explicou.



Por fim, a última etapa de visitas foi concluída no Ministério Público Federal. Entre as demandas apresentadas ao procurador Domingos Sávio Dresch da Silveira, o choque de frequência foi a principal delas. “Nós queremos saber por quê a Anatel não agiliza esses problemas, haja vista que isso é muito comum nos municípios pequenos e próximos, sendo que há canais disponíveis para evitar essa situação”. O procurador prometeu intervir nesse assunto, alegando que o direito à comunicação está assegurando na Constituição e que pedirá para que a Anatel faça os encaminhamentos necessários.
+ Mais Informações ››››››

Assembleia Legislativa realiza audiência contra a reforma da Previdência

A Assembleia Legislativa do Estado e a Frente Gaúcha em Defesa da Previdência Pública realizou uma importante mobilização em Palmeira das Missões na sexta-feira, dia 31 de março, lotando o Centro Cultural Mozart Pereira Soares. A estimativa é que mais de mil pessoas, representando 43 municípios, acompanharam os pronunciamentos dentro e fora do anfiteatro. A agenda da Assembleia na região teve início pela manhã, em Três Passos, passando por Palmeira à tarde, envolvendo movimentos populares do campo e da cidade, centrais sindicais, estudantes, sindicatos e federações de trabalhadores rurais.

A proposta foi debater sobre o impacto da reforma da Previdência na vida dos trabalhadores, cobrando dos deputados para que não aprovem a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, que coloca em risco a Previdência Social e toda a estrutura de proteção social construída a partir da Constituição de 1988. O presidente da Assembleia, deputado Edegar Pretto, agradeceu o apoio oferecido pelo prefeito de Palmeira das Missões Eduardo Russomano Freire e demais lideranças locais.

Foi consenso de todos que a reforma é um projeto que retarda o acesso à aposentadoria e exclui milhões de trabalhadores, com prejuízo principalmente para as mulheres e trabalhadores do campo. Outro ponto abordado diz respeito ao impacto que a reforma vai causar na economia de todo o país. Somando as duas principais receitas que formam o orçamento dos municípios, representadas pelo Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e o retorno do ICMS e, comparando o total dos valores da receita anual oriunda da Previdência, nota-se o grau de dependência financeira das economias locais que envolvem principalmente o comércio.


Fotos: Priscila Devens/AI
+ Mais Informações ››››››